Inovação sem limites: esta é a impressora 3D que "cria" ossos dentro do corpo dos pacientes

A impressão 3D já é utilizada no mundo da medicina, o que pode ajudar a melhorar o tratamento de diversas patologias.


A impressão 3D é uma tecnologia que dia após dia mostra que possui uma versatilidade enorme, pois se adapta a vários campos e pode fazer uma grande diferença em aspectos importantes da vida. O que começou - pelo menos para a visão comum da sociedade - como um jogo ou algo para "imprimir" objetos para entretenimento, agora se posiciona como uma ferramenta de trabalho em muitas áreas.

 

Um deles é a saúde e a medicina. Neste campo, por exemplo, a impressão tridimensional do osso tem se dedicado até agora à produção de material fora do corpo do paciente. No entanto, uma nova técnica foi capaz de descobrir que, potencialmente, existe uma maneira de criar um novo material ósseo dentro do corpo humano.

 

Assim foi concluído

A técnica desenvolvida na University of New South Wales em Sydney, Austrália, oferece aos médicos a capacidade de criar um novo tecido ósseo precisamente onde é necessário durante a cirurgia. Dessa forma, eles poderiam substituir seções de osso que foram removidas - algo que pode acontecer por vários motivos - e podem estimular os ossos existentes a se consolidarem no novo osso artificial.

 

 

A impressora 3D pode imprimir ossos dentro do corpo do paciente

 

"É realmente o primeiro exemplo de integração de materiais cerâmicos que emulam muitos aspectos do osso nativo com células vivas", disse o professor associado Kristopher Kilian, membro da equipe que desenvolveu a nova tecnologia, em declarações observadas pelo WeForum.

 

 

Este é o procedimento, segundo especialistas

 

"Durante a cirurgia, se um osso for removido por uma doença ou se um tumor for removido, podemos escanear esse osso e colocá-lo na impressora e imprimi-lo diretamente na cavidade do paciente", disse ele.

 

A técnica usa uma impressora 3D leve e portátil que pode ser levada para a sala de cirurgia. Os métodos anteriores dependiam de impressoras de laboratório que não funcionavam à temperatura ambiente e exigiam produtos químicos tóxicos para esterilizar novo material ósseo.

 

 

Esta impressora 3D pode ajudar a resolver problemas de trauma

 

"Isso vai acelerar as coisas no que diz respeito ao momento da cirurgia e permitir uma grande redução na dor real que os pacientes estão experimentando e também salvará muitas vidas", disse o Prof Kilian.



Novas técnicas, mas para todos

O Programa de Medicina de Precisão do Fórum Econômico Mundial, que apóia esses avanços científicos, visa obter os benefícios da medicina de precisão para a sociedade, incluindo a metade da população mundial que atualmente não tem acesso a essas técnicas sofisticadas.

 

O programa inclui um projeto - Leapfrogging with Precision Medicine - que visa ajudar as nações que atualmente não têm acesso a essas técnicas para introduzir a medicina de precisão em seus sistemas de saúde.

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Todos os comentários são moderados antes de serem publicados.